Mais uma “miragem”

julho 23, 2019 by Bella Padilha in Notícias, Sociedade

A sociedade brasileira é constantemente “embalada” com um cenário que não coaduna com a realidade da economia mundial. Aqui, muito frequentemente, se propaga a ideia de que todos os países adotaram a privatização de suas empresas elétricas. Passe-se uma ideia de que empresas estatais são “um atraso” perante uma verdadeira revolução privatista no planeta.

Nada mais enganoso. Vejam alguns exemplos de Estatais Elétricas pelo mundo:

  • França com a EDF,
  • Canadá com suas estatais em Quebec e British Columbia.
  • Estados Unidos com mais de 2.000 empresas municipais de distribuição de eletricidade e com as modelares Tennessee Valley Authority e Bonneville Power Administration.
  • Coreia do Sul com sua Korean Energy Power Company.
  • Noruega com a Stattcraft e todas as suas empresas municipais.
  • Suécia com a sua Vattenfall.
  • Dinamarca com a Energynett e a DONG Energy.
  • Nova Zelândia com suas Genesis Energy, Meridian Energy, Mighty River Power, Solid Energy, Transpower New Zealand Limited.
  • Espanha com sua Red Electrica de España.
  • Australia com a Power and Water Corporation.
  • Belgica com a EDF Luminus.
  • China com a State Grid Corporation of China.
  • Hungria com a Paks Nuclear Power Plant.
  • Indonesia com a Perusahaan Listrik Negara.
  • Israel com a Israel Electric Corporation.
  • A Italia com a Enel.
  • O Japão com a TEPCON-Tokyo Eletric Power Holdings Inc.
  • México com a Comisión Federal de Electricidad.
  • Polonia com a Polska Grupa Energetyczna.
  • India com a Coastal Karnataka Power/Ultra Mega Power Projects (UMPP).
  • Russia com a RusHydro /Inter RAO UES.

Nunca é demais repetir que, dentre os países cuja base de produção de energia elétrica advém majoritariamente de usinas hidroelétricas, nenhum é totalmente privado. O Brasil será o único. A grande questão que deveríamos estar debatendo é:

Por que o Brasil não pode ter empresas públicas protegidas de interesses que não sejam públicos?

(Fonte: http://www.ilumina.org.br/mais-uma-miragem-informacao/ – 19/07/2019)