APÓS-FURNAS na Plenária Nacional de Dirigentes 2020

APÓS-FURNAS na Plenária Nacional de Dirigentes 2020

O Presidente da APÓS-FURNAS, Henrique Trigueiro esteve presente na primeira plenária nacional da dirigentes de entidades de participantes e assistidos dos fundos de pensão, promovida pela Anapar, em Brasília, no dia 5 de fevereiro.

Com o tema “Em defesa da representação dos participantes na gestão das EFPC”, o evento teve como tema central os desafios e futuro da representatividade dos participantes na gestão das entidades fechadas de previdência complementar.

Os representantes dos participantes no CNPC, Paulo Borges e Claudia Ricaldoni, debateram sobre a paridade na governança e nas diretorias.
O professor da PUC, Wagner Balera, falou sobre a importância dos participantes na gestão democrática das entidades, espaço cada vez mais ameaçado por causa da interferência do estado.

Representantes e dirigentes eleitos das entidades também discutiram sobre as resoluções CNPC 33 e 35, recém aprovadas. Estes normativos atualizam os processos de certificação, habilitação e qualificação de dirigentes das EFPC, além de exigir a comprovação de experiência de no mínimo três anos nas áreas financeira, administrativa, contábil, jurídica, fiscalizatória, atuária ou previdencial e reputação ilibada.

Por fim, o presidente da Anapar, Antônio Bráulio de Carvalho, apresentou as principais ações da entidade para preservar as conquistas das entidades e dos trabalhadores assistidos.

A VISÃO DA ANAPAR

“Os obstáculos à representatividade dos participantes na gestão das entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) estão cada vez maiores. Por isso, está mais do que na hora de participantes e assisitidos se unirem e organizarem a defesa de seus interesses, pois o que estamos assistindo é a burocracia estatal interferindo de forma indevida numa relação privada.

É muito importante a mobilização de todos em torno deste tema e a participação nas discussões. Precisamos lembrar aos representantes do governo que a Lei Complementar 109/2001 diz expressamente que é papel do Estado proteger os interesses dos participantes e assistidos dos planos de benefício. No entanto, o que estamos assistindo ao longo do tempo (neste e em governos anteriores) é exatamente o contrário: os burocratas do Estado defendendo o interesse dos patrocinadores, das entidades de previdência e os seus próprios, já que também é patrocinador. A hora é de dar um basta!”


ANAPAR é a Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão e dos Beneficiários de Saúde suplementar de Autogestão, à qual a APÓS-FURNAS é filiada através da Unidasprev. Vários associados também são filiados individuais daquela instituição. Clique aqui e conheça melhor a entidade.